ERRO NO ENEM. DE NOVO!


27/10/2011 | 15h05
Alunos de um colégio em Fortaleza tiveram questões do Enem antes da aplicação do exame. O mais interessante nisto é que foi o próprio MEC quem aplicou as questões a estes alunos.

Alunos do Colégio Christus, localizado no bairro Aldeota (um dos mais nobres da capital cearense), tiveram acesso a nove questões do Exame Nacional do Ensino Médio. Ontem, o Ministério Público Federal no Ceará anunciou que pedirá a anulação do Enem 2011. Em contrapartida, o MEC , admitindo o erro, diz que não anulará a prova, mas aplicará a prova novamente aos alunos do Colégio Christus.

Isso seria um tanto “normal”, dadas as últimas provas do Enem, que, desde 2009 vive seus dias mais tenebrosos. Naquele ano, dias antes da aplicação do Enem, imagens de circuito interno foram divulgadas denunciando que teria ocorrido vazamento da prova. O MEC tomou as medidas cabíveis e a prova foi remarcada. Muitos alunos deixaram de fazer a prova porque, como muitos diziam à época, coincidia com datas de vestibulares importantíssimos. E essa era a data inaugural para a aplicação do Novo Enem, cujo processo seletivo seria usado para o ingresso em muitas faculdades, substituindo o vestibular tradicional.

No ano passado, a troca de gabaritos fez com que houvesse uma chuva de recursos judiciais em todo o país. Observado o erro, o Ministério da Educação disse que faria as devidas correções com vistas ao problema ocorrido. Mesmo assim não foi suficiente para tranqüilizar os milhares de estudantes.

Neste ano, o processo parecia tranquilo, mas, dias antes à aplicação da prova, começou-se uma problemática a estudantes cariocas. O Inep, um dos responsáveis pela aplicação do exame, divulgou que houve erro no envio dos locais de prova para estudantes na capital fluminense. Até aí, tudo parecia normalizado porque o MEC divulgara que, se necessário, ofereceria vans para os estudantes que fossem aos locais incorretos.

Mas o problema parece não ter fim. O sentimento de muitos estudantes é de revolta, pois, muitos, se preparam por meses para fazer o exame, cuja presença é facultativa aos alunos egressos ao Ensino Médio. Muitos desses alunos que prestam o Enem o fazem como um “termômetro” para a Fuvest, principal vestibular do Brasil.

Neste caso, especificamente, o MEC admite ter aplicado as questões, mas o fez num pré-teste. O pré-teste é a aplicação de provas com o objetivo de se verificar como estão os alunos. Daí vem a pergunta: o Enem não serve justamente para avaliar os alunos do Ensino Médio, verificando seus conhecimentos? Como pode, assim, haver um pré-teste para verificar isto? É, em outras palavras, efetuar a mesma prova duas vezes.

Para não anular o Enem 2011, o MEC aplicará novamente a prova e suspenderá o processo somente para estes alunos do Ensino Médio. Eles, por sua vez, se dizem injustiçados pela organização, pois somente eles terão a anulação da prova. Contudo, além dos alunos do Ensino Médio, outros alunos (curso pré-vestibular da instituição) tiveram acesso às questões, mas não terão suas provas anuladas (dizem os alunos do 3º Ano do EM).

>>Igor Dias

Anúncios

4 pensamentos sobre “ERRO NO ENEM. DE NOVO!

  1. Pingback: APÓS VAZAMENTO DE INFORMAÇÕES, JUIZ ANULA QUESTÕES DO ENEM « BlogNews

  2. Pingback: ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO DIVULGA QUE MEC RECORRERÁ À DECISÃO JUDICIAL EM TORNO DO ENEM « BlogNews

  3. Pingback: “USPIANOS” DEIXAM PRÉDIO DA REITORIA E SERÃO INDICIADOS POR 3 CRIMES « BlogNews

  4. Pingback: EM MEIO À CRISE DO ENEM, MINISTRO HADDAD É DECLARADO CANDIDATO PELO PT À PREFEITURA DE SP « BlogNews

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s