RACIONAMENTO É SUSPENSO EM CIDADES DO RS


|| COTIDIANO
15/01/2012 | 02h00 | Por Igor Dias
Novo Hamburgo e São Leopoldo têm abastecimento normalizado com chuvas deste final de semana.

Finalmente, a chuva chega às cidades gaúchas, diminuindo a severidade da seca que assola o estado gaúcho há cerca de 2 meses. Entre a última quinta-feira (12) até hoje pela manhã, o nível do Rio dos Sinos, principal afluente que abastece a região do Vale dos Sinos (região metropolitana de Porto Alegre), já registrava alta de 3,44 centímetros. Somente entre a noite do dia 13 e a manhã do dia 14, o rio registrou uma subida de 74 centímetros.

Ainda que tenha sido suspenso, o racionamento ainda é um fantasma a ser enfrentado. O rio, segundo o prefeito de Novo Hamburgo, diz não ver a necessidade de o racionamento continuar, mas não descarta a possibilidade de ele ser novamente decretado, dependendo de como a população se comportará mediante às situações climáticas do estado, que enfrenta a pior seca desde 2005.

As somas de prejuízos já somam quase R$ 1 bilhão, sem contar os demais transtornos causados pela seca. Segundo o Inmet, as precipitações em 2011 em 10 cidades gaúchas sequer chegam a índices satisfatórios. Choveu, nestas cidades, 50,42% do que se esperava para o período. Até então, em 2004/2005, havia sido o pior cenário da seca em terras gaudérias. À época, as precipitações somaram 78,8% do que se esperava para o período. E, mesmo levando em consideração a chuva que cai sobre o estado desde a última quinta-feira, o índice ainda está bem abaixo do esperado, sequer chega a 60%.

Com índices tão baixos de chuvas na região, não é de se assustar com as cifras do problema. O governador Tarso Genro (PT) divulgou ajuda de R$ 12 milhões a serem somadas com os R$ 28 milhões já divulgados ao longo desta semana, totalizando R$ 40 milhões. O objetivo é amenizar os problemas que a seca causará à economia gaúcha, que, segundo a Emater/RS, chega a totalizar perdas de R$ 870 milhões.

A previsão ainda é preocupante, mas não a ponto de causar pânico. Segundo meteorologistas, boa parte do estado terá índices satisfatórios de chuvas. Somente a região de S. Luiz Gonzaga e Santa Maria deve ter chuvas entre 120 e 70 mm (índice considerado abaixo do esperado). Segundo Flávio Varone, do Cenmet, vinculado à Fegapro, em entrevista ao jornal ZH, são boas as chances de a chuva voltar até o final do mês nas principais regiões de cultura de grãos do estado gaúcho.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s