NÚMEROS DE CELULAR GANHARÃO MAIS UM DÍGITO EM SP


|| COTIDIANO
28/01/2012 | 03h35 | Por Igor Dias
Números com DDD 11 passarão a ter mais um dígito neste ano. Apesar do grande número de clientes, serviço brasileiro ainda é o mais caro do mundo.

Telefonia móvel terá preço de serviço reduzido e, ainda, em SP, terá acrescido um dígito a mais.

Serviço de telefonia móvel brasileiro, apesar do grande número de usuários, é o mais caro do mundo

Com o grande número de pessoas com celular, originado pelos planos pré-pagos, planos em que os clientes efetuam recargas constantemente. E isso dá ao Brasil, segundo levantamento de empresas de consultoria, um número bastante significativo para o setor de telecomunicações.

O país ocupa entre os países com maior número de celulares do mundo, analisando a devida proporcionalidade com o número de habitantes. Há pessoas que possuem até mais de duas linhas cadastradas e registradas pelas operadoras de telefonia móvel que atuam no país. No total, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações, o Brasil possui 242,2 milhões de celulares habilitados. Para que se tenha ideia do que isso representa, o país possui pouco mais de 190 milhões de habitantes.

Só em 2011, o número de habilitações cresceu 19,36%, chegando a 39,3 milhões de habilitações, comparando com o ano anterior. Dezembro, mês com maior número de habilitações registradas, foram 6,1 milhões.

Apesar do grande número na concessão de linhas, o serviço ainda é caro e de qualidade um tanto duvidosa. Recentemente, a Anatel divulgou que as ligações de telefonia móvel teriam redução em suas tarifas. Mas, apesar disto, o brasileiro continuará a pagar muito caro pelo serviço prestado. E se engana quem pensar que há países em que a prestação de serviço seja mais cara. No Brasil, o serviço chega a ser dez vezes mais caro do que em muitos países, dando ao país o primeiro lugar, conferindo o título de país em que o serviço de telefonia móvel é mais caro no mundo.

Contudo, a decisão da Anatel, divulgada nesta semana, não está agradando às prestadoras do serviço. A Oi, uma das grandes empresas do setor de telefonia celular, está tentando barrar a decisão, argumentando que isso não deve ser algo decidido simplesmente pela Anatel, mas sim pelas próprias operadoras, respeitando os índices de variação de preços adotados pelo mercado para reajustar os preços aos consumidores.

Paralelo à decisão, a Agência Nacional de Telecomunicações, agência reguladora dos serviços de comunicação no país, divulga outra importante decisão: a de inserir um número a mais nos números de celulares com DDD 11. Com a demanda cada vez maior, a Agência não tem visto outra solução para o problema. E, a partir de 29 de julho, os números em SP terão um dígito a mais. Assim, os celulares serão compostos por 9 dígitos.

Todos que quiserem falar com celulares em São Paulo, com a decisão anunciada, deverão digitar o número 9 a partir de julho: (11) 9xxxx-xxxx. Com a decisão, serão contemplados 64 municípios que fazem parte da área cujo DDD é 11. Esse nono dígito, segundo publicado no site da Agência, não será adicionado aos números utilizados em serviços que utilizam operações tipo despacho, ou seja, conexão direta via rádio. Essa mudança será acompanhada de medidas de adaptação, ou seja, os usuários terão, por algum tempo, suas ligações completadas com o modelo antigo (com 8 dígitos). Após este período, segundo a Anatel, não serão mais completadas as ligações. Em paralelo, mensagens de orientação serão enviadas aos usuários de serviços de telefonia móvel durante o período de adaptação. E todos, sem exceção, que efetuarem ligação para celulares em São Paulo terão de acrescentar o nono dígito, independentemente de onde esteja sendo originada a ligação.

AS QUATRO MAIS – O ranking das maiores operadoras de telefonia móvel ficou bem diferente de alguns anos anteriores. A Vivo, uma das principais empresas do setor, figurou como a empresa com maior número de linhas habilitadas no país, bem diferente de alguns anos atrás, quando a operadora passou por problemas muito sérios com a forte concorrência entre a TIM e a Claro, e, posteriormente, com a Oi, recuperando-se consideravelmente e repetindo sua liderança, alcançada em 2010. A Tim, Claro e Oi, segunda, terceira e quarta, respectivamente, consolidam-se no mercado como as maiores operadoras deste tipo de serviço, abocanhando uma boa parcela do mercado da telefonia celular.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s